Coach do Coach

Os melhores profissionais e as melhores equipas têm um denominador comum: serem peritos nas competências intra e inter que perfazem as relações interpessoais entre todos os objectivos, as ferramentas e os meios. (Rui Lança)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Carta para ti próprio com objectivos e a caminho da motivação

Uma das formas de confrontarmos o nosso compromisso com a tarefa e comparar dado a dado o que queria ter feito é apontar tudo o que diz respeito à concretização dos nossos objectivos.

Como? A técnica de escrever uma carta a si mesmo é uma delas. Simples? Sim. Concreta? Sim. Elementar? Sim. Então tem tudo para ser concretizável e compreendida. Para lá de nos ajudar a estruturar ainda melhor a fluidez dos objectivos, torna-se empático para nós próprios dado que escrevemos algo que queremos que tenha sentido para quem a pudesse ler no futuro. Como se faz?

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Empurrar uma pessoa

‘Aprendemos’ algumas coisas nas técnicas de desenvolvimento de determinadas competências comportamentais.

Uma delas é que não é politicamente correcto empurrarmos as pessoas para acções ou decisões. Define-se por empurrar o obrigar, acelerar, sugerir, etc. Confesso que ao início esta ‘regra’ tinha mais lógica do que hoje.

Hoje acredito – piamente e considerando de caso para caso, pessoa para pessoa, temática para temática – que existem casos, pessoas e temáticas que nós, coachs, gestores de pessoas, equipas, facilitadores de processos e desenvolvimento de competências, que devem ser empurradas ou empurrados.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Change is a hard process

I read this part in Linkedin and i share with you!

"So, what can be done to better prepare the challenges ahead? Consider this 3 steps suggestion:

1) Deconstruct the castle of knowledge (continuously questioning things);

2) Think up and create new solutions, new models (always being optimistic about the results);

3) Re-adapt and rebuild (in to a more opened but more consistent structure); Repeat Repeat Repeat ..constantly"

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Receber feedback é como receber uma prenda...

Receber feedback é como receber uma prenda. Dizemos sempre 'Obrigado'. Alguns feedbacks utilizamos, experimentamos, outros guardam-se e outros achamos que não nos servem.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Gestos tão simples mas que fazem a diferença

Durante a apresentação por parte da coordenadora de um processo de desenvolvimento de competências para os alunos que vai ter lugar brevemente, ia sendo explicado o processo aos vários coaches do que é necessário fazer e cuidados a ter. Passo a passo.

É verdade que o processo não é fácil e tem uma dinâmica muito forte e rápida. Não haverá muito espaço para falhas ou perdas de tempo com os alunos. A grande maioria do grupo já fez parte deste processo em anos anteriores, e admitindo que o ritmo é forte, a experiência garante-nos alguma calma. Para duas das pessoas que estão neste grupo será a primeira vez. E percebi o seu cuidado nos pormenores mas também o receio de errar. Não conseguir acompanhar todas as tarefas nos tempos necessários.

Nestas alturas referimos algo assim: "Quando fiz este processo pela primeira vez, informaram-me que terei outros coaches no mesmo espaço onde irei estar. Alguma questão rápida, pode socorrer-se de alguém com mais experiência. E na altura isso tranquilizou-me. Penso que pode também vos ajudar a tranquilizar." Claro que sim...afirmaram.

Coisas simples ajudam muito. Boas práticas partilhadas ou por vizinhos...é o termo técnico.