Coach do Coach

Os melhores profissionais e as melhores equipas têm um denominador comum: serem peritos nas competências intra e inter que perfazem as relações interpessoais entre todos os objectivos, as ferramentas e os meios. (Rui Lança)

domingo, 22 de abril de 2012

Como formar equipas de elevado desempenho na Maia dia 26 de Abril



Finalmente na cidade do Porto - dia 26 de Abril às 21h30 no ISMAI. Palestra de 60' sobre 'Equipas de elevado desempenho' com um espaço para questões.

Agradeço desde já o convite.

terça-feira, 17 de abril de 2012

E a minha maior experiência de liderança foi...

Numa das palestras que dei recentemente, ainda não iam decorridos 60 segundos de 'jogo' e fui confrontado com a questão "Diga-nos lá qual a sua maior experiência no tema da liderança".

Considero que até me 'desviei' bem desta entrada. Respondi que diariamente tenho experiências do tema de liderança na primeira pessoa. A minha dúvida é saber se como líder ou liderado. Terei de perguntar aos meus filhos as suas opiniões nestes casos, mas desconfio que acabo muito mais por ser liderado do que liderar. Esta parte...encaixa-se mais no 'mandar'!

Mais a sério, recordei a experiência que tive no bairro do Laranjeiro a realizar trabalho de reinserção social com um conjunto de jovens de várias culturas, raças e etnias. Com objectivos de vida diferentes, uns assumidos outros até desconhecidos dos próprios jovens. Um projecto que durou aproximadamente um ano e que possibilitou adquirir competências como a empatia, tolerância, flexibilidade, capacidade de me adaptar a realidades diferentes. Trabalho que era desenvolvido fora das nossas zonas de conforto quer as emocionais quer as físicas propriamente ditas.

Valeu muito pela experiência, pela capacidade de não poder obrigá-los a fazer algo, mas a ter que ganhar um compromisso com alguém que desconhecemos, que não confiam na palavra confiar e que acima de tudo, desconhecem outra realidade, que eu assumo poder ser melhor. Valeu!

sábado, 14 de abril de 2012

Na SDO para uma palestra


"A SDO recebeu com muito prazer o Rui Lança na SDO para fazer uma apresentação do seu mais recente livro 'Como formar equipas de elevado desempenho'. Os nossos agradecimentos e votos de muitos sucessos!"

Os meus agradecimentos...

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Crónica de um Coach

O resultado continua a ser o nosso maior indicador de algo. Não concordo, mas reconheço que uma enorme percentagem das pessoas – com pouco ou nenhum rigor – olha para o resultado como o TODO. Pouco ou nada nos focamos nos processos que contribuem para o resultado e poucas vezes temos capacidade para entender os benefícios colaterais das acções e ver mais além, uma visão do desenvolvimento de outras competências que não apenas as que estão directamente relacionadas com o resultado.

Se dividirmos o desempenho individual em 3 ou 4 variantes, diria que teríamos algo muito parecido com isto:

- Desempenho relacionado com as suas tarefas na variante técnica;
- Desempenho físico, resistência, zonas de conforto, etc.;
- O saber estar e ser, as questões intra e interpessoal;
- E em alguns contextos, diria o comportamento e liderança situacional (no desporto a parte mais táctica e nas empresas a parte mais estratégica).

Do que vou acompanhando, nas mais diversas situações e nos mais distintos contextos, continua-se ao nível da preparação dos indivíduos a dar demasiado enfoque na preparação técnica para as tarefas, a fomentar boas condições ao nível da saúde física, conhecimentos para a parte estratégica/táctica mas ainda a descurar muito a vertente do saber estar, auto-conhecimento, inteligência emocional, predisposição interpessoal, etc.

Interessante é verificar que quando as coisas estão a correr mal, é cada vez mais neste ponto que as pessoas pegam. A pergunta muito objectivamente a ser realizada é…porque apenas se lembram desta variante mais comportamental quando as coisas correm menos bem?

No discurso de apresentação do meu livro no passado dia 5 de Abril na FNAC foi referido um aspecto tão verdadeiro e essencial como: quando as coisas correm mal há necessidade de nos juntarmos todos por uma causa comum. Mas esquecemo-nos que as que estão preparadas para superar a actual situação social, económica, etc…não são as que irão começar agora a tratar disso, são as que já nas alturas boas, já estavam melhores preparadas!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Apresentação na FNAC do Colombo 5 de Abril

Tantas vezes passei eu em várias FNAC's e tive oportunidade de assistir a apresentações de discos, livros ou outras obras. Ontem estive do lado de lá com o João Costa da Escolar Editora e com o Pedro Santos Guerreiro do Jornal de Negócios. O meu muito obrigado pela presença e confiança. Aos presentes, um sincero obrigado pela companhia que têm feito ao meu lado, umas vezes mais perto outras distantes, mas presentes.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Uma sessão na PROGMA

"No decorrer da manhã de segunda-feira, a PROGMA teve o gosto de receber o consultor e formador na área do Coaching, Liderança e Dinâmicas de Empresas, Rui Lança. Foi ao longo de 40 minutos que os Progmáticos tiveram a oportunidade de conhecer a sua mais recente obra, o livro: “ Como formar equipas de elevado desempenho...”. O autor veio confirmar aquilo que já temíamos: não existe uma receita única e miraculosa que crie e sustente o sucesso nas equipas, mas sim vários fatores que devemos ter em conta para alcançar o êxito desejado por todos. 
 
Rui Lança apresentou-nos vários exemplos de empresas no mercado Português formadas por equipas com elevado desempenho com as quais trabalhou, bem como explorou os temas que devemos desenvolver para alcançar o objetivo tão cobiçado nos dias de hoje. A definição e comunicação de objetivos a todos os membros de uma equipa, o conhecimento das áreas de atuação da empresa, as suas principais atividades…coisas simples e banais, mas a verdade é que, muitas vezes, são estas que acabam por ser as áreas que mais precisamos de desenvolver. A Progma trabalha estes e outros temas na área do Coaching e Liderança e sugerimos a aquisição do livro. E assim foi, uma segunda-feira diferente e muito motivadora, da qual as nossas equipas saíram inspiradas."